terça-feira, 23 de agosto de 2011

jose ricardo lomeu charles,realizara festival de baloes


História do Balonismo,jose ricardo lomeu charles,promovera um grande encontro de balonismo





A primeira demonstração de um objeto voador foi feita pelo brasileiro Padre Bartholomeu de Gusmão,que em 1709 com apenas 23 anos demonstrou ao rei João V de Portugal um balão que subiu cerca de 04 metros, mas se incendiou. Infelizmente, este seu projeto perdeu a credibilidade devido ao fato do balão chocar-se com o teto, provocando correria,perdendo assim, a chance de ser reconhecido como o Pai dos Balões.segundo jose ricardo lomeu charles,o esporte e muito praticado fora do pais

Antes dele a teoria mais aceita é a de que os índios Nazca do Peru teriam feito um balão com fibras vegetais existentes naquela região, e que teriam sobrevoado o deserto de Nazca. As provas desse feito estão em peças de cerâmica datadas do ano 500 que estão hoje em um Museu na cidade de Lima. O surgimento oficial do balão remonta ao ano 1783, na França, onde dois irmãos Etienne e Joseph Montgolfier realizaram um teste com balão. Este balão levou a bordo alguns animais que retornaram ao solo em perfeitas condições assistidos pelo rei Luiz XVI e por toda a população parisiense da época. No mesmo ano, o professor J.A.Charles voava por duas horas e meia a uma altura de mais de 250 metros, por cerca de 40 km, um balão de gás hidrogênio. Em 1785 um balão atravessava o Canal da Mancha com um francês e um americano a bordo. Oito anos depois o francês Jean Pierre Blanchard voou pela primeira vez de balão em território americano. Foi na Filadélfia na presença de George Washington. Nas guerras os balões tiveram muito usos em inúmeros países, mas foi longe das guerras que outros brasileiros se sobressaíram no desenvolvimento deles. Em 1884, o paraense Júlio Cezar Ribeiro de Souza patenteou em Paris o dirigível Victória que voou contra o vento e em linha reta. Júlio trouxe seus inventos para o Brasil, mas aqui não conseguiu levantar vôo com eles. Em 1893 Augusto Severo de Albuquerque Maranhão construiu em Paris um dirigível com o nome de "Bartholomeu de Gusmão" que trazido para o Brasil conseguiu fazer diversas manobras experimentais.afirmou jose ricardo lomeu charles


 Finalmente, veio o Santos Dumont, que com seu aprendizado de construção de aeronaves fez vários dirigíveis, até que acabou de construir uma aeronave mais pesada que o ar.A construção por Dumont de um balão de 186 metros quadrados com hélice serviu de base para o famoso 14 BIS. Em 1998 faz exatamente 100 anos que Santos Dumont fez o primeiro vôo com o balão que batizou de "Brasil". Veio aí a época dos vôos comerciais de dirigíveis Zeppelin que transportaram cerca de 10.000 pessoas em 1.600 vôos.
Foi em 1953 que o americano Ed Yost inventou o moderno balão movido a ar quente. Neste ano construiu um balão 230 metros cúbicos que voasse com o auxílio de um maçarico. O primeiro vôo livre foi realizado em 1960 com um balão de 800 metros cúbicos cujo ar era aquecido pelo fogo alimentado pelo gás propano. A partir daí começa o balonismo como esporte. O Canal da Mancha foi atravessado pela primeira vez com um balão a ar quente em 1963. Com a introdução do balão na Europa, no mesmo ano é realizado o primeiro campeonato de balonismo. A partir de 1973, com a realização do primeiro campeonato mundial, o balonismo volta a crescer em todo o planeta.segundo jose ricardo lomeu charles

O Brasil viu o esporte nascer com Victorio Truffi que em 1970 fez o seu primeiro vôo na cidade de Araraquara, SP. O esporte balonismo se regulamentou definitivamente em 1987 quando da Fundação da Associação Brasileira de Balonismo, que realizou o seu primeiro campeonato brasileiro em 1988.


visitem o site e ajudem a divulgar o evento atraves das redes sociais e convide e reuna os amigos aceitamos,colaboradores,simpatizantes,veteranos,a todos os jipeiros,jeep clubs a participarem e ajudarem a divulgar a cidade simpatia  


Compartilhem este link no facebooke orkut,ajude a divulgar para seus amigos,vamos prestigiar
dias 11 e 12 de outubro, acontece um grande encontro de jipeiros e veículos em Conceiçao de Macabu. É a 1ª “Trilha das adrenalinas” que deve reunir mais de 100 veículos 4×4. A organização do evento está a cargo da turma local “Ricardo charles”.lomeu charles promoçoes e eventos com apoio da
prefeitura,jornal dos Bairros.Trio VIp,Jonas Folly
Atençao
atendendo a pedidos de varios jipeiros e jeep Clube
Encontro de jipeiros , gaioleiros e moto cross,motoqueiros,trilhas radical e jeep cross
Teremos provas e competiçoes diferentes,para agradar todas as categorias.
teremos o
jeep indor e Trilhao
e trilhas da adrenalina pela Cachoeiras Amorosa,com subidas,serras,obstaculos naturais,como lama,areia,riachos,com longo percuso,percorrendo os municipios vizinhos,saindo de Conceiçao de Macabu,Trajanos de Morais e Santa maria Madalena,Lugares de grandes belezas naturais,passeios ecologicos em lugares nunca antes percorridos pelos jipeiros.fazer algo que integre todos os amantes das trilhas,jipeiros ,gaioleiros e motoqueiros


Trilhao de moto cross com varias categorias e cilindradas a partir de 125 cc
Inscriçoes ultimas vagas
valor R$30,00 com churrascos Motoqueiros

Valor da inscriçao R$50,00 Jipeiros e gaioleiros
camisas gratis para os 20 primeiros inscritos que confirmarem a presença ate a vespera.
valor da camisa do evento R$20,00 Jipeiros e motocross.

O valor cobrado e para cobrir despesas com anuncios,divulgaçao,infraestruturas para realizaçao do evento
Este evento tem por finalidades,reunir os amigos do jeep e moto cross,sem fins lucrativos ou politicos,segundo objetivo,divulgar a categoria esportiva,divulgando o municipio de Conceiçao de Macabu,gerando rendas,movimentando a economia,trazendo turista para a cidade.
estao convidados todos aventureiros 4x4 e 4x2 de todas as marcas e modelos,lada.land Rover,Suzuki,Toyotas,HiluxRural,f75,cherokee,troller,Pajero,bajas,gaiolas,aranhas,jeep modificados,gaioleiros etc......
Convidamos também os jipeiros de Juiz de Fora, Nova Friburgo, Rio de Janeiro, Niterói, Macaé, Teresópolis, Bom Jardim, Espírito Santo, Cataguazes, Viçosa e Ubá.
O evento contará com a presença do Jeep Club de Campos, Os Caça Lama da Baixada Campista, Arelama de Quissamã, Equipe Los Virados de Guarus e Equipe de Auto Cross de São Francisco de Itabapoana.
jeep cross indor

O encontro tem a finalidade de trocar experiência, promover a integração dos jipeiros e a difusão do turismo no município além de estimular a economia local gerando emprego e renda

Primeiro encontro de jeep de Conceiçao de Macabu
dias 11 e 12 outubro
1° Encontro de Jipeiros e 1° Desafio Jeep Indoor off road 4/4 de Conceiçao de Macabu

visitem o site e ajudem a divulgar o evento atraves das redes sociais e dos amigos visitem o site aceitamos,colaboradores,simpatizantes,veteranos,a todos os jipeiros,jeep clubs a participarem e ajudarem a divulgar a cidade simpatia Conceiçao de Macabu
dias 11 e 12 de outubro, acontece um grande encontro de jipeiros e veículos em Conceiçao de Macabu.
É a 1ª “Trilha das adrenalinas” que deve reunir mais de 100 veículos 4×4. A organização do evento está a cargo da turma local “Ricardo charles”.lomeu charles promoçoes e eventos com apoio da
prefeitura.Ione Moveis,Jornal dos Bairros

1° Encontro de Jipeiros e 1° Desafio Jeep Indoor off road 4/4 de Conceiçao de Macabu
Data: 11 e 12 de outubro
Local: Concentraçao no parque de exposiçao Conceiçao de Macabu

encontro de jipes,jipeiros nacional e interestadual
- Local com segurança
- Espaço para camping
- Diversão para a criançada
-Sorteio de brindes para os participantes
Carreatas pela cidade
estandes para vendas de produtos,peças e acessorios
Prova Jeep Indoor Individual
Prova Jeep Indoor Duplas
Desafio de Arrancada com Peso
prova da balança
Prova turismo para iniciantes
INSCRIÇÕES LIMITADAS
reservas e inscriçoes com
ricardoion@hotmail.com
http://encontrodejipesmacabu.blogspot.com/
quanto
mais inscrito,melhor sera a premiaçao , shows e comodidades
1° Encontro de Jipeiros e 1° Desafio Jeep Indoor off road 4/4 de Conceiçao de macabu
Proprietarios de de veículos jeep, 4x4 , Toyota, Hilux , Land Cruiser Prado,
SW4, lada, Bandeirante e outros modelos off road)
têm um encontro marcado no
dia 11 e 12 de outubro
-Os Jipeiros que quiserem pernoitar na cidade, terão promoções especiais
em alguns hotéis da cidade !!!!
maiores informaçoes
ricardoion@hotmail.com cel 22 9709 4409

1° Encontro de Jipeiros e 1° Desafio Jeep Indoor off road 4/4 de Conceiçao de Macabu RJ



Data: 11 e 12 de outubro 

Diversão ,adrenalina e aventura fazem parte da programação do município de Conceiçao de Macabu
neste feriado de NS Aparecida . Durante os dias 11 e 12 de outubro,
o 1 Encontro de Jipeiros de Coceiçao de Macabu movimentara a cidade com mais mil pessoas participando do circuito.Entre jipeiros e seus acompanhantes,mais turistas e moradores de localidades proximas,prestigiaram.Havera um churrasco e almoço,camisas do evento,devem reservar por email ricardoion@hotmail.com ou por cel 22 97094409

O evento terá representantes de Minas Gerais, espirito santos, Rio de janeiro, Campos, Macae Rio Bonito,niteroi e varios clubes de jeep. Esperamos mais de 250 jipes e 100 motos e quadriciclos, a turma do moto cross estara presente,tera uma area de competiçao para gaiolas,bajas,cross fuscas,aranhas participando em diversas categorias, como: jipe adaptado, pajero,hilux e todas as marcas e modelos 4x4 entre outros.havera tambem um trlilhao de competiçao livre de moto cross,que sera muito importante para os jipeiros,pois estes daram apoio. A trilha começa às 8h e a programação vai até 22h. A noite, nos dois dias, também terá atrações artísticas com trio eletricos e bandas locais.havera apresentaçoes de dança de rua,hip hop,mc,contamos com apresentaçoes das escolas de dança,musica e artes,municipal com a professora Simone.

Para o público total são estimadas 5 mil pessoas.Aonde no parque de exposiçao tera varias competiçoes,aonde o publico podera assistir as manobras radicais,com entrada livre. Segundo o organizador do evento, Ricardo charles , o encontro promete aquecer o turismo local. “Todos os nossos meios de hospedagem estão lotados, as pessoas estão procurando hospedagem em outros municípios mais próximos, Macae,santa Maria madalena,Triunfo,Trajano de moraes”, assegura.

Ainda de acordo com Ricardo charles promotor do evento, o encontro é sucesso e já sera inserido no calendário de eventos local, além de se configurar como uma das melhores trilhas da região norte fluminense.Solidaridade, esforço físico e muita emoção são componentes que fazem parte deste tipo de evento. Lama, água, enconstas e belas paisagens fazem parte do roteiro da 1ª Trilha da adrenalina de Conceiçao de Macabu, onde o público poderá acompanhar as manobras radicais dos trilheiros em vários locais .

“Esses eventos são muito importantes no segmento turístico, além de elevar a taxa de ocupação hoteleira nos municípios. se preocupa não só com a promoção e divulgação do municipio destino e seus atrativos naturais,como a Cachoeira Amorosa , estamos trabalhando para gerar rendas e oportunidades,movimentar a economia do municipio de Conceiçao de Macabu,com eventos que sera realizados uma vez por mês ,com diversas atraçoes e eventos diferentes do ramo esportes de aventuras e radicais, e o Encontro de Jipeirios marca presença na imprensa de todo o Brasil


mais inscrito,melhor sera a premiaçao , shows e comodidades
1° Encontro de Jipeiros e 1° Desafio Jeep Indoor off road 4/4 de Conceiçao de macabu

Proprietarios de de veículos jeep, 4x4 , Toyota, Hilux , Land Cruiser Prado,
SW4, lada, Bandeirante e outros modelos off road)
têm um encontro marcado no
dia 11 e 12 de outubro
churrascos,almoço,cafe da manha
camisas do evento




Local: Concentraçao no Parque de exposiçao de Conceiçao de Macabu

Festival Internacional de Balonismo em Conceiçao de Macabu
















Dias
Mes

Ano





Primeiro festival de balao Conceiçao de Macabu




eventos festival de balao Conceiçao de macabu

primeiro festival de balao Conceiçao de macabu RJ



apoio cultural Ione moveis


Provas
 
 No Balonismo, os pilotos enfrentam uma série de provas que os possibilita demonstrarem todos os conhecimentos, intimidade com o esporte e perícia. As provas da competição geralmente são de precisão, quando um alvo deve ser atingido, seja no chão ou suspenso no alto de um mastro (vide prova do mastro).

As provas mais conhecidas do Balonismo são:
Caça à Raposa: Um balão decola em vôo livre e, passado cerca de dez minutos, o juiz autoriza a decolagem dos demais, que devem persegui-lo. O balão raposa faz o possível para dificultar a perseguição. Ganha a prova o balonista perseguidor que pousar mais perto dele ou lançar sua marca mais próxima.
Fly In: Os balões decolam fora da área do festival tentando jogar suas marcas o mais próximo possível de um alvo delimitado dentro da área do evento.
Cotovelo: Nesta tarefa, o balonista decola, voa para um alvo, atinge-o com a marca e depois, desviando o rumo, voa para um segundo alvo e joga outra marca. Ganha mais pontos o balonista que, nessa mudança de rumo, fizer um ângulo mais apertado.
Distância Máxima: Cada balonista só pode lançar sua marca após um determinado período de vôo. Ganha mais pontos o balonista que lançar sua marca mais distante do local de decolagem. Esta tarefa é feita em dias de ventos fortes.
Distância Mínima: Tarefa normalmente feita em dias de vento fraco. O balonista só pode lançar sua marca após determinado período de vôo. Ganha mais pontos aquele que tiver percorrido a menor distância.
Até a Linha: Escolhe-se um local e os balões voam em sua direção. Vence a prova quem fizer o percurso em menos tempo.
Prova do Mastro: Uma das provas disputadas com mais entusiasmo pelos pilotos, tanto pela dificuldade quanto pelos prêmios oferecidos. Nesta prova é colocada a chave de um carro 0Km dentro de uma sacola, de um tamanho razoável, fixada no alto de um mastro de 6 a 10m de comprimento. Todos os concorrentes decolam de uma distância mínima de 3 quilômetros do local onde está o mastro e o objetivo é, sem tocar no solo, apanhar com as mãos a chave do carro.



  História do Balonismo





A primeira demonstração de um objeto voador foi feita pelo brasileiro Padre Bartholomeu de Gusmão,que em 1709 com apenas 23 anos demonstrou ao rei João V de Portugal um balão que subiu cerca de 04 metros, mas se incendiou. Infelizmente, este seu projeto perdeu a credibilidade devido ao fato do balão chocar-se com o teto, provocando correria,perdendo assim, a chance de ser reconhecido como o Pai dos Balões.

Antes dele a teoria mais aceita é a de que os índios Nazca do Peru teriam feito um balão com fibras vegetais existentes naquela região, e que teriam sobrevoado o deserto de Nazca. As provas desse feito estão em peças de cerâmica datadas do ano 500 que estão hoje em um Museu na cidade de Lima. O surgimento oficial do balão remonta ao ano 1783, na França, onde dois irmãos Etienne e Joseph Montgolfier realizaram um teste com balão. Este balão levou a bordo alguns animais que retornaram ao solo em perfeitas condições assistidos pelo rei Luiz XVI e por toda a população parisiense da época. No mesmo ano, o professor J.A.Charles voava por duas horas e meia a uma altura de mais de 250 metros, por cerca de 40 km, um balão de gás hidrogênio. Em 1785 um balão atravessava o Canal da Mancha com um francês e um americano a bordo. Oito anos depois o francês Jean Pierre Blanchard voou pela primeira vez de balão em território americano. Foi na Filadélfia na presença de George Washington. Nas guerras os balões tiveram muito usos em inúmeros países, mas foi longe das guerras que outros brasileiros se sobressaíram no desenvolvimento deles. Em 1884, o paraense Júlio Cezar Ribeiro de Souza patenteou em Paris o dirigível Victória que voou contra o vento e em linha reta. Júlio trouxe seus inventos para o Brasil, mas aqui não conseguiu levantar vôo com eles. Em 1893 Augusto Severo de Albuquerque Maranhão construiu em Paris um dirigível com o nome de "Bartholomeu de Gusmão" que trazido para o Brasil conseguiu fazer diversas manobras experimentais.


 Finalmente, veio o Santos Dumont, que com seu aprendizado de construção de aeronaves fez vários dirigíveis, até que acabou de construir uma aeronave mais pesada que o ar.A construção por Dumont de um balão de 186 metros quadrados com hélice serviu de base para o famoso 14 BIS. Em 1998 faz exatamente 100 anos que Santos Dumont fez o primeiro vôo com o balão que batizou de "Brasil". Veio aí a época dos vôos comerciais de dirigíveis Zeppelin que transportaram cerca de 10.000 pessoas em 1.600 vôos.
Foi em 1953 que o americano Ed Yost inventou o moderno balão movido a ar quente. Neste ano construiu um balão 230 metros cúbicos que voasse com o auxílio de um maçarico. O primeiro vôo livre foi realizado em 1960 com um balão de 800 metros cúbicos cujo ar era aquecido pelo fogo alimentado pelo gás propano. A partir daí começa o balonismo como esporte. O Canal da Mancha foi atravessado pela primeira vez com um balão a ar quente em 1963. Com a introdução do balão na Europa, no mesmo ano é realizado o primeiro campeonato de balonismo. A partir de 1973, com a realização do primeiro campeonato mundial, o balonismo volta a crescer em todo o planeta.

O Brasil viu o esporte nascer com Victorio Truffi que em 1970 fez o seu primeiro vôo na cidade de Araraquara, SP. O esporte balonismo se regulamentou definitivamente em 1987 quando da Fundação da Associação Brasileira de Balonismo, que realizou o seu primeiro campeonato brasileiro em 1988.

Atualmente, existem no mundo cerca de 15.000 balões. Onze mil estão nos Estados Unidos da América, 1.200 na França, 1500 na Inglaterra e o restante espalhado pelo mundo. O Brasil tem cerca de 140 pilotos com aproximadamente 200 balões


Bartolomeu de Gusmão era um padre jesuíta nascido em 1685 na Vila de Santos em São Paulo, no então território português do Brasil que, depois de se matricular na Universidade de Coimbra em 1705, começou aí a desenvolver dois dos seus interesses de há muito, a Matemática e a Física. Segundo se sabe, a observação de uma bola de sabão elevando-se ao se aproximar do ar quente ao redor da chama de uma vela, inspirou-lhe a concepção de um balão e o desenvolvimento de estudos na área da aerostação.
Na sequência dos seus estudos em aerostação, no ano de 1708, Bartolomeu de Gusmão pede ao Rei de Portugal, D. João V, uma petição de privilégio para o que chamou o seu "instrumento de andar pelo ar"– que se revelaria ser, mais tarde, o que hoje se conhece por “aeróstato” ou “balão” –, concedido no dia 19 de abril de 1709. Além do privilégio, D. João V decide passar a financiar o projeto de desenvolvimento e construção do aparelho. Bartolomeu de Gusmão dedica-se então por inteiro ao projeto, que é desenvolvido na Quinta do Duque de Aveiro em S. Sebastião da Pedreira (Lisboa).

Em 03 de agosto de 1709 foi realizada a primeira tentativa na Sala de Audiência do Palácio. No entanto, o pequeno balão de papel aquecido por uma chama incendiou-se antes ainda de alçar vôo. Dois dias mais tarde, uma nova tentativa deu resultado: o balão subiu cerca de 20 palmos, para verdadeiro espanto dos presentes. Assustados com a possibilidade de um incêndio, os criados do Palácio se lançaram contra o engenho antes que este chegasse ao teto.
Três dias mais tarde, exatamente no dia 08 de agosto de 1709, foi feita a terceira experiência, agora no pátio da Casa da Índia, perante uma importante assistência presente na Sala dos Embaixadores da Casa da Índia, que incluía o Rei, a Rainha, o Núncio Apostólico (Cardeal Conti, mais tarde Papa Inocêncio XIII), bem como outros importantes elementos do Corpo Diplomático e da Corte Portuguesa. Desta vez, sucesso absoluto. O balão ergue-se lentamente, indo cair, uma vez esgotada sua chama, no terreiro. Havia sido construído o primeiro engenho mais leve que o ar. O Rei ficou tão impressionado que concedeu a Gusmão o direito sobre toda e qualquer nave voadora desde então. E para todos aqueles que ousassem interferir ou copiar-lhes as idéias, a pena seria a morte.
Depois da espetacular demonstração, Bartolomeu de Gusmão inicia o desenvolvimento de uma versão tripulada e maior do seu balão. Esse desenvolvimento vem culminar num balão de enormes dimensões batizado de Passarola. O enorme balão é lançado da Praça de Armas do Castelo de S. Jorge em Lisboa, tripulado provavelmente pelo seu próprio inventor, e faz uma viagem de cerca de 1 Km, vindo aterrar no Terreiro do Paço.
Com a Passarola, Bartolomeu de Gusmão torna-se assim um dos mais importantes pioneiros da aeronáutica mundial, ficando conhecido como "o Padre Voador".
A Passarola
Descrições sugerem que o invento do Padre teria sido chamada de Passarola, em razão de ter a forma de um pássaro, crivado de multiplicados tubos, pelos quais coava o vento e a encher um bojo que lhe dava a ascensão, e, se o vento minguasse, conseguia-se o mesmo efeito, mediante uma série de foles dispostos dentro da tramóia.


As primeiras ilustrações da Passarola teriam sido elaboradas pelo filho primogênito do 3º Marquês de Fontes, D. Joaquim Francisco de Sá Almeida e Menezes, com a conivência de Bartolomeu. O futuro 8º Conde de Penaguião contava 14 anos em 1709 e era, então, aluno de matemática do padre, sendo a única pessoa à qual ele permitia livre acesso ao recinto em que o engenho voador era guardado. Como o rapaz vivesse assediado por curiosos, que constantemente lhe faziam indagações acerca da invenção, resolveu ele, para parar de ser importunado, elaborar o exótico desenho da Passarola, em que tudo era propositadamente falseado. E para preservar o verdadeiro princípio da invenção – o Princípio de Arquimedes –, atribuiu a ascensão da engenhoca ao magnetismo, então a resposta para quase todos os mistérios científicos. Esperava dessa maneira melhor proteger o segredo confiado à sua guarda e ainda ludibriar os bisbilhoteiros. Comunicou o plano a Bartolomeu, que o aprovou, e fingiu deixar o desenho escapar por descuido. A Passarola, inspirada ao que parece na fauna fabulosa de algumas lendas do Brasil, foi rapidamente copiada pelos primeiros que a apanharam, logo se espalhando pela Europa em várias versões, para grande riso dos dois embusteiros.
Toda essa trama seria descoberta anos depois por um autor italiano, Pier Jacopo Martello [1625 – 1727], e revelada por ele na edição póstuma do livro Versi e prose de 1729, em que fazia um longo e meticuloso histórico das tentativas do homem para voar, das mais antigas às mais recentes daquele tempo.
Enfim, o desenho mais conhecido da Passarola não deve passar de uma especulação, feita por um autor que nunca observou o aparelho original.
Apesar de existirem descrições e desenhos da época, não se sabe hoje em dia quais as exatas características técnicas da Passarola, devido à perda dos projetos e documentos originais e ao desconhecimento dos autores da época em questões de ciência aeronáutica. Sabe-se apenas que era um aeróstato a ar quente, aquecido através de uma fonte de ignição instalada numa barca sob o aparelho. Tecnicamente devia ter as características dos atuais balões de ar quente.

O maior encontro de balões no mundo é realizado tradicionalmente no mês de outubro na cidade de Albuquerque, Estados Unidos, envolvendo 1.200 balões de todo mundo.

A melhor altitude para se voar de balão é de 330 metros (equivale a um edifício de 110 andares) e o vento ideal é de 12 nós por hora, o que proporciona uma velocidade máxima de 24 quilômetros por hora.

 Os vôos são sempre ao amanhecer, entre 06 e 08 horas da manhã, e ao entardecer a partir das 16 horas, pois as correntes de ventos são sempre mais fracas nestes horários e permitem a decolagem dos balões.
 O limite de segurança para decolagem de um balão é com ventos de até 25 km/h. Os balões com formatos especiais devem decolar com ventos no máximo 15 km/h. A autonomia de vôo é de 2 horas e 30, já que um balão leva normalmente 80 quilos de gás e consome cerca de 25 a 30 quilos/hora.
 








Perguntas mais freqüentes sobre balonismo
 

Como se dirige um balão?
 Balões simplesmente flutuam no vento. O piloto controla a altitude do balão para achar um vento que está indo em uma certa direção, mas você não pode voar contra o vento. Um planejamento do vôo assegura que haverá inúmeros locais para pouso na direção que o vento sopra.
Quanto tempo demora para inflar ou desinflar o balão?
 Uma boa equipe de terra consegue inflar um balão em 15 minutos. Em situações de campeonato pode se inflar um balão em menos de 15 minutos. Leva-se o mesmo tempo para desinflar o balão e guardá-lo.

Por que os balões não voam durante o dia?
 Balões voam logo ao amanhecer, perto do nascer do sol ou no final do dia, antes do pôr-do-sol. Este horário é onde os ventos são os mais calmos, pois o sol não está tão alto.

Por que a angulação do sol é importante?
 O Sol é a fonte dos ventos, e aquece a terra desigualmente. Nuvens podem manter uma área mais fria enquanto outra é aquecida. Água e terra aquecem em intensidades diferentes. Ar quente é mais leve que ar frio, por isto sobe, quando o ar quente sobe o ar frio desce para ocupar seu espaço, criando um movimento ascendente. O resultado desta movimentação é o vento. Não é aconselhável voar durante o dia quando diversas bolhas de ar ficam subindo e descendo.

 Balões podem voar á noite?
 Sim. Podem, porém balonistas não o fazem com freqüência devido a pouca visibilidade e a necessidade de se utilizar equipamentos específicos além de luzes. A maioria dos balonistas são autorizados apenas a voar durante o dia.

 Balões decolam e pousam no mesmo local?
 Uma equipe de resgate sempre acompanha o balão. Munidos de rádios, esta equipe mantém contato constante com o piloto que os orienta sobre o local de pouso, permitindo que eles cheguem junto ou logo após o pouso final.

 Do que é feito o cesto do balão?
 O cesto é feito basicamente de Vime trançado por ser leve, flexível e de fácil manutenção. Além de tudo fica bem bonito.

 Quais são as diferenças entre o balão a gás e o balão a ar quente?
Um balão a gás é totalmente fechado e cheio de hélio ou hidrogênio. Um balão ar quente sobe e desce com o aquecimento do ar dentro dele. O Breitling Orbiter, que fez a volta ao mundo sem parar em 1999, era uma combinação entre balão a gás e balão a ar quente.

 O que acontece se um pássaro bater no balão durante o vôo?
 Não aconteceria nada. O tecido do envelope é mais resistente do que se imagina. É possível voar de balão com um buraco grande o suficiente para um homem atravessá-lo, isto se o buraco não for no topo do balão.

 Os balões foram usados durante a lI Guerra Mundial?
 Sim. Balões de hidrogênio foram usados para bombardeios e observações aéreas.

 Todos os balões a ar quente são iguais?
 Balões a ar quente usam o mesmo sistema de maçarico, cesto e envelope. As diferenças estão na forma e tamanho do envelope, no sistema de desinflagem, na forma e tamanho do cesto e na configuração, design e número de queimadores do maçarico.

 Posso fumar perto ou durante o vôo?
 Não é recomendável que você fume, devido á possibilidade do propano pegar fogo ou até mesmo explodir devido a um vazamento. Porém estes vazamentos são muito raros. O tecido do balão pode ser danificado devido a bituca ou a cinza do cigarro. Em alguns festivais de balonismo é literalmente proibido fumar.

 Quanto custa um balão?
 Aproximadamente o mesmo que um carro ou um barco. Como carros e barcos o preço pode variar muito. O custo dos equipamentos como rádio, ventilador, ferramentas, pick-up de resgate também devem ser considerados.

 Quantos balões a ar quente existem?
 Nos Estados Unidos são mais de 3500 balões e mais de 4000 pilotos habilitados. Devem existir mais 1000 balões em outros países. No Brasil são cerca de 40 pilotos e uns 70 balões.

 Do que é feito o envelope?
 O material mais utilizado é Nylon Rip Stop. Polyester e outros tecidos são eventualmente utilizados. As partes baixas que formam a boca do balão, são feitas de um material a prova de fogo chamado Nomex, similar ao material que pilotos de carro e bombeiros utilizam.

 Qual o combustível utilizado no balão a ar quente?
 O gás utilizado é o propano, geralmente armazenado em tanques de alumínio ou aço. Dependendo do tamanho do balão se carrega de 80 a a 120 kg de gás.

 Quanto dura um balão?
 Dependendo de quanto e como se cuida do balão, o envelope pode durar mais de 400 horas de vôo.

 E se você precisar ir ao banheiro?
 Planejar é o principal. Já que o tempo médio de vôo é de 1 hora, planejar antes é recomendável. Não há banheiros a bordo do balão.

 Para que servem as cordas no balão?
 A corda da coroa no topo do balão é utilizada para estabilizar o balão durante a inflagem. As cordas de cativo são utilizadas para amarrar o balão e deixá-lo exposto e seguro em uma demonstração. A corda de segurança é utilizada em apenas algumas situações onde o piloto se aproxima do pouso e joga a corda para a equipe de resgate, possibilitando que a equipe puxe o balão para um local mais adequado.

 Você precisa de um brevê de piloto para pilotar um balão?
 Sim. Um certificado de Piloto de Balão é emitido pelo DAC (Departamento de Aviação Civil) São necessárias 18 horas de aula teórica e prática com instrutores para se formar um piloto. Não é necessário ser um piloto de avião para se tornar um piloto de balão, pois são dois tipos de aeronave completamente distintas. Apesar disto muitos pilotos de balão voam outros tipos de aeronaves como aviões e helicópteros

 Com quantos anos você está habilitado a pilotar um balão?
 Para se tornar um piloto de balão é necessário ser maior de 18 anos. Existem pilotos na faixa dos 80 anos que continuam a voar.

Os balões podem voar sobre as montanhas?
 Sim, entretanto existe alguns problemas em especial. Se você pousar em um local sem estradas e de difícil acesso, será difícil resgatar o balão


Como voam os Balões ?
 


É um princípio muito simples: ar quente sobe e ar frio desce. Enquanto o ar super frio originado no seu congelador envolve a comida nas prateleiras abaixo, o ar quente dentro do balão sobe e empurra o balão para cima, mantendo o balão flutuando.
 Um balão a ar quente é subdividido em 3 partes principais: o envelope, o maçarico e o cesto.
 O cesto é onde os passageiros voam. Usualmente é feito de vime, protege os ocupantes, além de ser leve e flexível.
 O envelope é a parte de tecido colorido que mantém o ar quente. Quando o ar dentro do envelope é aquecido, o balão flutua.
 O maçarico é posicionado acima da cabeça dos passageiros e produz uma enorme chama para aquecer o ar dentro do envelope.
 Para descer o piloto deixa o ar esfriar e o balão se torna mais pesado que o ar. O piloto tem o controle total dos movimentos para cima e para baixo controlando a temperatura do envelope.
 Uma vez em vôo, os balões flutuam no vento. É verdade que o piloto não sabe aonde o balão vai pousar com antecedência, mas isto não significa que ele não tenha o controle do vôo e do pouso.
 Antes de decolar o piloto sabe a direção em que o vento está soprando e consequentemente sabe a direção que o balão irá. O ar é formado por várias camadas que se movimentam em diversas direções. Mesmo que o piloto não possa dirigir o balão para esquerda ou para direita, ele pode subir e descer buscando as diferentes camadas de ar/vento para que o balão mude de direção.
 Durante o vôo o balão é seguido pela equipe de resgate. O piloto mantém contato com sua equipe através de rádio, orientando-os para que a equipe sempre chegue junto com o balão quando este faz o pouso final. Toda esta perseguição é uma aventura em si.
 Depois do pouso, a equipe empacota o balão e os equipamentos no carro de resgate e todos retornam para o local de decolagem.

Equipamentos do Balonismo
O balão é dividido em algumas partes independentes, cada uma com uma função diferente. Vamos a elas:
Envelope
O Envelope é com certeza a parte do balão que mais chama a atenção, pelo seu tamanho. É também quem dá a forma ao equipamento. Geralmente feitos de nylon, são preparados para agüentar um calor de até 400ºC e realizar vôos de até 700 horas.
Maçarico
O maçarico é como se fosse o motor do balão. É ele quem transforma o gás em chama e faz com que o envelope mantenha-se cheio. É a partir do maçarico que o balão é controlado.
Cilindro
O cilindro guarda o gás utilizado para a combustão. Funciona como o tanque do automóvel. A quantidade de gás varia de acordo com o tamanho do balão e com o tempo de vôo.
Cesto
 Conhecido também como gôndola é utilizado para o transporte dos passageiros. É feito de um material leve e resistente, já que muito peso pode atrapalhar.
Combustível
O combustível utilizado pelos balões é o propano, um gás derivado do petróleo usado pela indústria.
Ventoinha
É utilizada para encher o balão com ar frio.
Onde praticar o Balonismo
Os melhores locais para a prática do balonismo são as grandes planícies, com muitos pastos e áreas abertas. Dessa maneira a decolagem, o acompanhamento da equipe de terra e o pouso se tornam mais fáceis.
O Brasil pelo seu imenso território, é muito favorável para a prática do esporte e pode ser ainda mais explorado no futuro.
Para o campeão brasileiro de balonismo, Rubens Kalousdian, "o país possui excelentes locais aptos para a prática, como por exemplo, a cidade de Piracicaba, em São Paulo, sede do Campeonato Brasileiro".
Quem pode praticar o Balonismo
O balonismo pode ser praticado por qualquer pessoa, desde que tenha os conhecimentos básicos. Pelo fato do equipamento ser caro, o esporte é restrito a um pequeno grupo de pessoas. A solução encontrada para esse problema é a divisão das despesas pela equipe.
Apesar do balonismo ser um esporte bastante difundido, a maioria das pessoas que inicia no esporte vem através de algum conhecido que já pratica. No início, geralmente, o praticante faz parte da equipe de terra, para depois voar sozinho.


Ficar mais próximo do céu. É essa a sensação que o balonismo proporciona aos praticantes do esporte. A eterna vontade do homem de conquistar o céu ganhou força e hoje em dia é uma realidade.
Toda a evolução das técnicas de vôo fez com que a utilização do balão ficasse segura e, quem quer se aventurar tem toda a certeza de que vai apenas curtir o passeio, sem nenhum risco.
O verdadeiro nascimento do balonismo aconteceu quando dois irmãos franceses, Etiene e Joseph Montgofier, em 1783, realizaram o primeiro teste com um balão. O teste foi um sucesso e a partir daí novos vôos foram programados.
Atualmente existem campeonatos de balonismo por todo o mundo. No Brasil, em 1987 foi fundada a Associação Brasileira de Balonismo (ABB), entidade máxima do esporte no Brasil.
O campeão brasileiro de balonismo, Rubens Kalousdian, acredita que qualquer um pode praticar. "Apesar do custo ser relativamente alto, as equipes se juntam e dividem os custos. Dessa maneira todos conseguem participar e estamos tendo um crescimento no número de equipes".



O que Balonismo?
 


O balonismo é considerado hoje um grande esporte, alem de uma mídia de grande impacto para o público tendo em vista o grande tamanho do balão, sua mobilidade  e talvez o maior atrativo de todos ele voa! E o melhor voa com possíveis apreciadores do produto anunciado, unindo o útil ao extremamente agradável, mas vamos explorar um pouco da história dos balões.A primeira tentativa de vôo com um balão a ar quente no Brasil envolveu o padre brasileiro Bartolomeu de Gusmão, em 1709. Padre Bartolomeu realizou o primeiro vôo, mas sem nenhum passageiro. Na verdade a grande descoberta do padre foi o fato de provar que algo mais pesado que o ar poderia planar. Foram os dois irmãos franceses, [Etiene e Joseph Montgolfier] que, em 1783, realizaram o primeiro teste com um balão tripulado. O vôo foi um sucesso e visto por quase toda a população de Paris da época. O primeiro vôo de balão tripulado no Brasil só foi acontecer no ano de 1885, quando Edouard Heilt sobrevoou por alguns segundos o Saco dos Alferes, no Rio de Janeiro.
 Em 1987 foi fundada no Brasil a Associação Brasileira de Balonismo, entidade máxima do esporte no Brasil.Hoje existem diversos campeonatos pelo País, onde os balonistas competem entre si, em algumas tarefas decididas pelo juiz da prova.
 Existem em média 120 provas, mas calma, só são escolhidas algumas dentre essas 120, isso de acordo com o vento e a decisão do juiz.Existem também os vôos turísticos e cativos, no vôo turístico o passageiro voa por cerca de uma hora seguindo o rumo dos ventos e navegando de acordo com os conhecimentos do piloto sobre as correntes de ar, já no vôo cativo balão fica “ancorado” em terra por cordas subido a uma altura que vária de entre 100 a 150 metros, após isso ele desce, auxiliado pelas cordas.Uma parte interessante pouco divulgada é o resgate do balão, pois em um determinado tempo ele terá que descer, e é essa equipe que auxilia o piloto e tripulação a descer em segurança, eles seguem o balão por terra, e através de contato via radio sincronizam a descida do balão e tornam a descida calma e tranqüila.Ficar mais próximo do céu. É essa a sensação que o balonismo proporciona aos praticantes do esporte. A eterna vontade do homem de conquistar o céu ganhou força e hoje em dia é uma realidade.Toda a evolução das técnicas de vôo fez com que a utilização do balão ficasse segura e, quem quer se aventurar tem toda a certeza de que vai apenas curtir o passeio, sem nenhum risco.O Balonista Johnny do balão (Piloto), acredita que qualquer um pode praticar. “Apesar do custo ser relativamente alto, as equipes se juntam e dividem os custos. Dessa maneira todos conseguem participar e estamos tendo um crescimento no número de equipes”.Basta acompanhar as noticias aqui pelo Planeta Balonismo e se programar e fazer parte desse seleto grupos de amigos!
 


É seguro voar em um balão?
 


Sim é totalmente seguro viajar em um balão com as técnicas e equipamentos desenvolvidos ao longo do tempo.
 Hoje o vôo com balão está equiparado em matéria de segurança a muitos outros equipamentos e veículos, isso desde que sejam seguidas todas as normas e não se queira desafiar as condições climáticas. Mas todo balonista está preparado para lhe proporcionar um passeio com a máxima segurança e tranqüilidade.Existem aparelhos eletrônicos de última geração junto ao balão que ajudam o piloto em sua navegação, trazendo ainda mais segurança, fora isso existe a grande experiência da equipe de terra e ar para uma sincronia perfeita de seu vôo.Então sinta-se seguro e a vontade para realiza seu primeiro vôo de balão.
 


Quem Pode Voar de Balão?  

Desde a criança, o jovem, o adulto, o idoso, homem ou mulher todos podem voar, para ser um passageiro não existe limite mínimo ou máximo, basta estar boas condições físicas e ter disposição para o vôo, é necessário o preenchimento de um termo de responsabilidade e pronto já se pode voar! Para ser piloto a idade mínima e 17 anos alem de algumas outras informações (clique aqui para saber mais). Mas como mencionado acima desde o neto ou neta até o avô ou avó podem sem problemas voar e apreciar umas das vistas mais magníficas e vislumbrar  toda a paisagem área  que só o vôo com balão pode proporcionar.Uma coisa sim é imprescindível para seu próprio bem… Sua máquina fotográfica ou sua filmadora, pois esses momentos devem ser eternizados e mostrados geração após geração.Então não perca tempo, venha e mate a vontade que todo Ser tem de voar!
 


Onde Praticar o Balonismo?
 


O balonismo em São Paulo hoje é praticado em Cidades como Rio Claro, Boituva,  entre outras cidades interioranas, isso por que nestas cidades o trafego aéreo é menor ou quase não existe, mas isso não significa que o balão não possa sair dali, significa apenas que é o melhor espaço para decolagem e vôos, sendo que o piloto pode decolar de qualquer localidade desde que autorizado pela aeronáutica e que haja espaço para o pouso.
 Mas levando em conta o bom senso fica claro que quanto menor a incidência de aviões ou outro tipo de aeronaves melhor e mais prática e segura se torna a viagem.
 Existe também a cidade de Torres no Rio Grande do Sul, onde o balonismo é amplamente divulgado, alem do Rio de Janeiro.Enfim apesar do vôo estar regulamentado e poder ser feito de localidades diversas, existem os lugares com o foco melhor e esses lugares são amplamente aproveitados.
 




O balonismo é considerado hoje um grande esporte, alem de uma mídia de grande impacto para o público tendo em vista o grande tamanho do balão, sua mobilidade e talvez o maior atrativo de todos ele voa! E o melhor voa com possíveis apreciadores do produto anunciado, unindo o útil ao extremamente agradável, mas vamos explorar um pouco da história dos balões.
A primeira tentativa de vôo com um balão a ar quente no Brasil envolveu o padre brasileiro Bartolomeu de Gusmão, em 1709. Padre Bartolomeu realizou o primeiro vôo, mas sem nenhum passageiro. Na verdade a grande descoberta do padre foi o fato de provar que algo mais pesado que o ar poderia planar. Foram os dois irmãos franceses, [Etiene e Joseph Montgolfier] que, em 1783, realizaram o primeiro teste com um balão tripulado. O vôo foi um sucesso e visto por quase toda a população de Paris da época. O primeiro vôo de balão tripulado no Brasil só foi acontecer no ano de 1885, quando Edouard Heilt sobrevoou por alguns segundos o Saco dos Alferes, no Rio de Janeiro. Em 1987 foi fundada no Brasil a Associação Brasileira de Balonismo, entidade máxima do esporte no Brasil.

Hoje existem diversos campeonatos pelo País, onde os balonistas competem entre si, em algumas tarefas decididas pelo juiz da prova. Existem em média 120 provas, mas calma, só são escolhidas algumas dentre essas 120, isso de acordo com o vento e a decisão do juiz.

Existem também os vôos turísticos e cativos, no vôo turístico o passageiro voa por cerca de uma hora seguindo o rumo dos ventos e navegando de acordo com os conhecimentos do piloto sobre as correntes de ar, já no vôo cativo balão fica “ancorado” em terra por cordas subido a uma altura que vária de entre 100 a 150 metros, após isso ele desce, auxiliado pelas cordas.

Uma parte interessante pouco divulgada é o resgate do balão, pois em um determinado tempo ele terá que descer, e é essa equipe que auxilia o piloto e tripulação a descer em segurança, eles seguem o balão por terra, e através de contato via radio sincronizam a descida do balão e tornam a descida calma e tranqüila.

Ficar mais próximo do céu. É essa a sensação que o balonismo proporciona aos praticantes do esporte. A eterna vontade do homem de conquistar o céu ganhou força e hoje em dia é uma realidade.

Toda a evolução das técnicas de vôo fez com que a utilização do balão ficasse segura e, quem quer se aventurar tem toda a certeza de que vai apenas curtir o passeio, sem nenhum risco.
 


Um balão dirigível é uma aeronave mais leve do que o ar, que pode ser controlada por um condutor. Os balões dirigíveis sustentam-se no ar através de uma grande cavidade que é preenchida com um gás menos denso do que o da atmosfera, como o gás hélio ou hidrogênio, dessa forma o balão sobe lentamente. Como o próprio nome já diz, “dirigíveis” são balões manobrados pelo homem.

• No ano de 1782, os irmãos Montgolfier montaram o primeiro balão destinado ao vôo, era um artefato constituído por um grande invólucro de seda, o qual possuía uma abertura em sua parte inferior.

• Também no ano de 1782, Jacques Charles usou hidrogênio para encher um balão que projetou e voou a uma distância de 25 Km entre Paris e uma pequena cidade dos arredores. O hidrogênio é 14 vezes menos denso que o ar.

• No ano de 1804, Joseph Gay-Lussac conseguiu a façanha de alcançar a altitude de 7 Km, aproveitando a oportunidade ele colheu amostras naquela altitude para fazer estudos.

• Só no início do século XX surgiram balões destinados ao transporte de passageiros: os grandes Zeppelins, competindo com os mais luxuosos transatlânticos, um destes balões fez a volta ao mundo em outubro de 1929.

• Em 1937, infelizmente um desses balões movido a gás hidrogênio, o Hindenburg, explodiu e provocou um incêndio de grandes proporções, o acidente pôs fim a esse curioso meio de transporte.

Nos dias atuais utiliza-se o gás Hélio nos balões para estudo do clima e da atmosfera (balões meteorológicos) e de publicidade, pois são menos perigosos.Produtos,peças,acessorios,pneus,som automotivos,rodas etc

Barracas,estandes,treyler,motor home etc,combinar com jose ricardo lomeu charles,eventos,feiras e exposiçoes
favor contactar antes e reservar seu espaço com jose ricardo lomeu charles,promotor do evento


Espaço reservado para venda troca consignaçao,financiamentos
de veiculos de todas as marcas e modelos
Valor para entrada e participaçao franca,jose ricardo lomeu charles,este presente,afirmosu o sucesso
independente de ter vendido , comprado trocado no local


                      Atençao,jose ricardo lomeu charles,promoveu um feirao de carros antigos,no  no local foram expostos por jose ricardo lomeu charles uma mercedes reliquia de ano 1969
Atendendo a pedidos,teremos uma area especialmente para venda troca exposiçoes e carreatas de autos de outras marcas.
Devera ser estacionados em alas diferentes de acordo com as marcas,modelos,anos de fabricaçao,nacionais e importados.
carros antigos e reliquias.
Fica sobre criterio e responsabilidades dos expositores,qualquer sinistros,danos em seus veiculos. afirmou jose ricardo lomeu charles;jose ricardo lomeu charles
O evento nao se responsabizara or s efetuados durante o evento,como garantias,idoneidades do vendedor e comprador,bem como documentaçao,alienaçao,financiamentos.falar com jose ricardo lomeu charles
Sera cobrado a taxa de R$25,00 por veiculos,independente de serem vendidos,trocados,consignados.combinem com jose ricardo lomeuc charles
Havera uma ala especialmente para outras marcas e modelos.afirmou jose ricardo lomeu charles
Antigos tais como = Landau,opala,Maverick,galaxy,gordini,dkv,jose ricardo lomeu charles,elogiou os presentes
alfa romeo,bmw,mercedes etc,segundo jose ricardo lomeu charles,estes veiculos,sao reliquias